5 dicas de como legalizar um carro turbo

Os apaixonados por carros sabem que algumas modificações são bem-vindas, mesmo nos modelos mais novos. Trocar as rodas e rebaixar ou modificar o escapamento são algumas das alterações realizadas. No entanto, alguns vão além disso e ampliam a potência do possante, turbinando o motor. Se você está nesse time, mas ainda não sabe como legalizar um carro turbo, confira nossas dicas!

1. Entenda o que diz a legislação

Antes de falarmos sobre legalizar um carro turbo, é preciso consultar a legislação. Atualmente, muitas alterações são permitidas sem que haja a necessidade de comunicação, como a instalação de acessórios aerodinâmicos.

Entretanto, o turbo deve ser autorizado pelo órgão responsável. Para a legalização são necessários alguns procedimentos e descumprir as regras pode acarretar em penalidades e medidas administrativas.

De acordo com a resolução 292, de 2008, a potência do carro pode ser aumentada em até 10% em relação à original. Caso esse limite seja ultrapassado, o veículo não poderá trafegar livremente nas ruas (Art. 110  do Código de Trânsito Brasileiro), pois será enquadrado na categoria “competição”.

2. Adquira a autorização

Agora que você já conhece a legislação, o primeiro passo é solicitar junto ao DETRAN a autorização para realizar a modificação que desejar (nessa situação, alteração da potência).

Se julgar necessário, contrate um despachante para realizar os procedimentos — inclusive, alguns são especializados em regularizar as modificações e legalizar um carro turbo. Com a autorização em mãos você já pode “envenenar” o possante e partir para o próximo passo.

3. Turbine e vá para a vistoria

Após a instalação do turbo, o carro precisa passar pela vistoria em uma oficina credenciada pelo DENATRAN (e pelo INMETRO) para a verificação da potência, emissão de poluentes, ruídos, freios e demais componentes. Fique atento aos comprovantes, pois será necessário apresentar as notas fiscais do kit turbo, da manutenção e das outras peças utilizadas.

Se tudo estiver dentro dos parâmetros a oficina emitirá um laudo (Certificado de Segurança Veicular – CSV). Feito isso, você estará na reta final e prestes a desfrutar do seu carro turbo.

4. Leve os documentos e o carro ao DETRAN

Agora que você possui o CSV, vá ao DETRAN para a realização de uma nova inspeção. Possivelmente você não terá problemas nessa etapa, já que uma vistoria de segurança já foi realizada.

Leve os originais e cópias do CPF e RG (ou CNH), juntamente com a autorização, o CSV e o comprovante de residência. Se um despachante foi contratado, ele se encarregará de todo processo.

5. Conquiste o novo CRLV

O último passo é a emissão de um novo Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). Nele constará a alteração da potência do carro e o campo “Observação” será preenchido com as especificações necessárias. É recomendável guardar o CSV, as notas fiscais e demais documentos para o caso de uma eventualidade.

Com o carro regularizado você poderá transitar tranquilamente! No entanto, vale ressaltar a importância de respeitar os limites de velocidade e, quando desejar “pisar fundo”, procurar locais apropriados. Quanto maior for a potência, maiores serão os cuidados. Por isso, mantenha o calendário de revisões, priorize a manutenção preventiva e converse com o seu corretor de seguros sobre as alterações.

Agora você já sabe como legalizar um carro turbo! O que acha de curtir nossa página no Facebook e continuar se informando?

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

5 Comentários

  1. Não sabia que precisa de tudo isso !

    1. Olá Carlos, obrigado pelo seu contato! Pois é, não é tão simples assim. Continue acompanhando nosso Blog, toda semana publicamos um novo artigo! Abraços. Fabricio Valente

  2. Em 2020 ainda vai ser possível realizar o turbo ?

    1. Olá Itacir, obrigado pela sua participação e pela leitura do nosso artigo.
      Desculpe, mas não tenho essa informação atualizada, pois muitas coisas estão mudando em 2020.
      Continue acompanhando o nosso Blog. Sempre que possível, postamos um novo artigo com novidades!
      Forte abraço. Fabricio Valente

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This