Ter carro ou usar Uber: entenda o que avaliar para fazer uma boa escolha

Se há poucos anos os brasileiros podiam contar apenas com o carro próprio, táxis e o transporte público para se locomover, em 2014 um novo meio de locomoção chegou ao país: o transporte via aplicativo.

De lá pra cá, muita gente optou por deixar o próprio automóvel para trás e se locomover usando apenas o serviço de aplicativo, principalmente com a alta no preço da gasolina. Para se ter uma ideia, 22 milhões de pessoas utilizam a Uber atualmente no Brasil.

Mas será que vale a pena deixar o veículo de lado e andar apenas de Uber? Essa é uma decisão séria e que merece uma avaliação cuidadosa. Para ajudá-lo, preparamos este artigo com os principais aspectos a serem considerados na hora de escolher entre ter carro ou usar Uber. Acompanhe!

Analise a quantidade de viagens que você realiza na semana

Muitas pessoas utilizam o carro somente como um meio de transporte em momentos específicos, como para trabalhar, estudar ou fazer um passeio. Por isso, é importante analisar quantas viagens você faz por semana para saber qual o melhor transporte para você.

Você anda de carro poucas vezes na semana? Nessas circunstâncias, ele representa apenas um custo e pode não ser vantajoso tê-lo na garagem. Por outro lado, para quem dirige com frequência, o gasto com Uber pode acabar saindo caro demais ao fim do mês.

Observe a disponibilidade de estacionamento

Se você mora em um apartamento que não possui garagem ou trabalha em um local onde é impossível estacionar na rua, ter o carro próprio não é uma decisão nada vantajosa. Afinal, você terá que arcar com altos custos com estacionamento, fazendo com que andar em um carro de aplicativo seja a melhor opção.

Veja o custo de aquisição e manutenção de um carro

O principal aspecto a ser considerado ao escolher entre ter carro ou usar Uber é o preço de aquisição de um veículo. Isso porque um carro novo traz consigo diversas despesas, tornando a sua compra e conservação algo bastante caro. Entre os custos associados estão:

  • combustível;
  • manutenção;
  • seguro;
  • impostos (como IPVA e DPVAT);
  • possíveis multas.

Se você tem um bom orçamento familiar e está preparado para essas despesas, a compra do carro poderá ser feita com tranquilidade. Porém, a aquisição não é nada indicada se você vai se atolar em dívidas por anos.

Reflita se o automóvel é uma necessidade em sua vida

Há pessoas que são apaixonadas por carros e adoram viajar e dirigir pela cidade diariamente. Nesse caso, o veículo representa uma realização pessoal. Se esse é o seu caso, andar de Uber nunca trará a mesma sensação, e ter um automóvel próprio é, sem dúvida, a melhor escolha.

Depois de conferir todos os tópicos desse artigo, você deve estar se perguntando: afinal, vale mais a pena ter carro ou usar Uber? A verdade é que não há uma resposta certa para essa pergunta.

O importante é que você avalie as suas necessidades e o quanto um veículo próprio pode aumentar a sua qualidade de vida. Mesmo que ter um carro seja sinônimo de altas despesas, o dinheiro não deve ser o único fator considerado, pois, como abordamos, ambas as opções oferecem prós e contras, que devem ser observadas com atenção.

E aí, você prefere ter carro ou usar Uber? Deixe seu comentário e compartilhe a sua opinião com os nossos outros leitores!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This