Carros

Câmbio CVT, automático ou automatizado: como optar pela compra certa?

Escrito por Fabricio Valente

Na hora de trocar o veículo, é necessário prestar atenção a diversos aspectos, como design, potência do motor e tipo de direção (elétrica ou hidráulica). Não é só! Para garantir a melhor experiência, é fundamental escolher com cautela o equipamento de transmissão. Além do manual, existem outras três possibilidades: automatizado, câmbio CVT ou automático.

Você sabe quais são as principais características de cada um deles? Que tal descobrir qual é mais adequado ao seu perfil? Continue a leitura e descubra, a seguir!

Como funcionam os câmbios?

Antes de falarmos sobre os diferentes câmbios, vale lembrar que eles são responsáveis pela transmissão da rotação, torque e força do motor até as rodas. Ou seja, é por meio do trabalho que eles executam que os carros se deslocam. Geralmente, os câmbios são compostos por uma caixa de marchas, engrenagens, satélites e atuadores.

Entretanto, o câmbio automatizado, câmbio CVT ou automático se diferenciam quanto à complexidade, ao número e variedade de peças, ao funcionamento, ao tempo de resposta, ao consumo de combustível, ao valor de investimento e à dirigibilidade. Veja como cada um deles funciona!

O que é o câmbio automático?

O câmbio automático é aquele projetado para dispensar o trabalho do motorista durante as trocas de marchas. Diferentemente do sistema manual, ele tem uma central eletrônica, sensores e dispositivos hidráulicos.

Todo o sistema é integrado, a rotação é transmitida por fluido e o conversor de torque — que ocupa o lugar da embreagem — conecta o câmbio ao motor. Com isso, as mudanças de marchas se tornam suaves e, muitas vezes, imperceptíveis ao condutor.

O que é o câmbio automatizado?

Na transmissão automatizada, a embreagem é acionada por um sistema eletrônico que coleta e processa os dados fornecidos pelos sensores de rotação e velocidade. Apesar de dispensar a troca manual, o câmbio automatizado não elimina os “trancos” causados pelas passagens de marchas, principalmente quando a aceleração é mantida. Isso porque os fluxos de informações demandam mais tempo, quando comparado ao automático. 

O que é o câmbio CVT?

A Transmissão Continuamente Variável (Continuously Variable Transmission) funciona de maneira diferente. Não existem marchas pré-definidas. Uma caixa de variação elege a marcha ideal para cada momento, a fim de aproveitar ao máximo os recursos do motor.

Assim como no câmbio automático, o conversor de torque liga o motor à transmissão. Porém, o CVT utiliza polias e correias no lugar de discos e engrenagens e as respostas são mais rápidas em relação ao automatizado.

Como optar pelo melhor câmbio?

Para escolher a transmissão adequada, verifique o seu perfil de condução e a disponibilidade financeira para investir no automóvel. Veja as principais características de cada um deles:

Automático

Praticidade, conforto e durabilidade. Por outro lado, é preciso ter mais atenção à manutenção e ao custo do veículo e dos reparos. O consumo de combustível também é elevado, em comparação aos demais.

Automatizado

Trocas de marchas podem ser percebidas pelo motorista. Já desempenho e consumo de combustível são próximos aos câmbios manuais. Aproximadamente metade do custo em relação ao automático.

CVT

Melhor desempenho e menor consumo de combustível em relação aos automáticos. Entre as desvantagens estão o alto valor de compra e a manutenção (necessita de trocas regulares do filtro de óleo). 

Como você viu, cada um deles tem suas especificidades. Portanto, questione-se: quanto é possível investir no automóvel, em sua manutenção e seguro? A percepção das trocas de marchas é um diferencial? Qual é o desempenho esperado?

Agora que você conhece o funcionamento do câmbio CVT ou automático, bem como do automatizado, que tal conferir nosso artigo sobre como escolher as rodas e pneus para o seu carro?

Sobre o autor

Fabricio Valente

Publicitário, Empreendedor, Corretor de Seguros e Sócio Proprietário da Valente Seguros. Atua no mercado de seguros há mais de 20 anos prestando consultoria em seguros para pessoas físicas e jurídicas.

Deixar comentário.

Share This