Carros

Chassi remarcado: o que você precisa saber sobre esse assunto

Escrito por Fabricio Valente

Entra ano e sai ano, algumas curiosidades continuam a pairar no universo automotivo. Pensando nisso, selecionamos uma dúvida recorrente entre os consumidores, aproveitando este artigo para explicar o que é o chassi remarcado.

Para tanto, compilamos uma série de perguntas e respostas, facilitando a compreensão do assunto de uma vez por todas. Acompanhe!

As principais curiosidades envolvendo os chassis

Antes de entender as remarcações, é interessante refrescar a memória sobre o conceito e a função dos chassis nos veículos. Por isso, organizamos cinco perguntas importantes sobre o tema. Veja!

Qual o propósito dos chassis?

Facilitar a identificação da origem e a fabricação de qualquer veículo no planeta. O chassi não é apenas uma combinação alfanumérica de 17 caracteres, mas é também um padrão internacional, adotado por toda a indústria automotiva desde 1981.

Como funciona a decodificação desse componente?

O código é uma mescla de letras e números, sem nunca ultrapassar os 17 caracteres. No entanto, a decodificação não é aleatória, pois segue um padrão que facilita a interpretação do código. Por exemplo:

9 B W 1 1 8 3 2 Z F P 0 2 7 0 0 8

  • o primeiro caractere faz referência à origem geográfica do veículo: 9, América do Sul;
  • o 2º identifica o país de origem: B, Brasil;
  • o 3º a montadora: W, Volkswagen;
  • o 4º e o 5º a série do veículo: 11, com 2,72 m entre os eixos;
  • o 6º a carroceria: 8, cabine dupla com caçamba;
  • os demais caracteres se aprofundam nas especificações do veículo, listando motorização, modelo, ano, versão e afins.

Por que alguns veículos têm o chassi remarcado?

O chassi é uma informação presente em vários pontos do automóvel, sob a carroceria, no bloco do motor e nos vidros. Quando o veículo se envolve em um acidente, sofrendo uma série de deformações estruturais, ele precisa ter o chassi remarcado, garantindo a identificação desse modelo quando ele retornar para a estrada.

Essa remarcação é apresentada no documento?

Sim, de modo que grande parte da documentação do veículo precisa ser atualizada, adicionando gastos com a emissão do CRV, CRLV e demais documentos.

Como consultar essa informação?

A melhor forma de identificar a remarcação é realizando uma consulta do veículo em um portal de inspeção veicular, como o Carcheck, o Checkauto ou o Olho no Carro. Em comum, todas essas ferramentas realizam um pente fino no histórico do veículo, verificando o envolvimento em acidentes, a remarcação de chassi, a presença em leilões e situações afins.

A posição das seguradoras em relação ao chassi remarcado

De certa forma, não existe um padrão de mercado que obriga que todas as seguradoras aceitem o veículo, pois da mesma forma que acontece nos financiamentos, a instituição pode não ter interesse em se envolver com um veículo remarcado.

Apesar disso, uma grande parte das seguradoras realiza apólices nesses casos, exigindo, pelo menos, que o proprietário esteja com os documentos atualizados e ciente de que o contrato não permitirá uma indenização de 100% do tabelado na FIPE — por conta da desvalorização de um carro nessa situação.

Gostou deste post explicando o significado e o propósito do chassi remarcado? Então, aproveite para se manter constantemente atualizado, recebendo novidades do segmento automotivo diretamente no seu e-mail. Para tanto, assine a nossa newsletter!

Sobre o autor

Fabricio Valente

Publicitário, Empreendedor, Corretor de Seguros e Sócio Proprietário da Valente Seguros. Atua no mercado de seguros há mais de 20 anos prestando consultoria em seguros para pessoas físicas e jurídicas.

Deixar comentário.

Share This