Carros

Seguro de veículos para PCD: entenda como funciona

Escrito por Fabricio Valente

Assim como ocorre durante a etapa de compra, é bastante comum que os consumidores tenham dúvidas no momento de contratar seguro para PCD. Afinal de contas, essa modalidade tem processos e requisitos diferentes da convencional, e foi pensando nisso que elaboramos este artigo especial sobre o tema.

Nesta leitura, você descobrirá as principais curiosidades sobre as apólices para o público PCD, entendendo em que pontos ela se diferencia de um seguro tradicional. Além disso, também conhecerá a nova responsabilidade das seguradoras na quitação dos impostos. Portanto, não perca tempo e acompanhe!

Particularidades do seguro para PCD

O segmento de automóveis PCD tem observado um crescimento nos últimos anos, favorecendo todos os consumidores que se adequam aos requisitos da modalidade. Como benefício, essas pessoas recebem o direito de adquirir veículos com isenção total de IPI e ICMS, desde que o modelo esteja precificado até R$70 mil.

Mas apenas comprar não basta, também sendo necessário entender como proteger esse patrimônio tão importante no dia a dia do consumidor PCD. Sendo assim, confira agora as principais diferenças da apólice de seguro aos veículos desse setor!

Cobertura de veículos não listados na Tabela FIPE

Geralmente, os modelos PCD são variantes especiais da versão de mercado, sendo exclusivas ao público beneficiado. Por conta disso, é bastante comum que esses veículos não sejam listados na FIPE, justamente pelo volume de amostragem, que seria fundamental ao acompanhamento do preço médio. Nesse caso, as seguradoras avaliam o valor determinado, também conhecido como valor fixo. Essa cifra é descoberta com a análise da nota fiscal da compra, incluindo tanto o valor nominal quanto os impostos isentos.

Apólice pode ser feita no nome do responsável legal

Obrigatoriamente, todas as compras PCD devem ser feitas em nome do beneficiado. Por conta disso, é bastante comum que os pais tenham dúvidas no momento do seguro, pois adquiriram o veículo no nome do filho. As apólices para carros PCD permitem que o registro seja feito em nome do responsável legal, contornando a exigência tradicional em que o nome do proprietário deve ser o mesmo do contratante da apólice.

Carro pode ser dirigido por outro condutor habilitado

Nos casos de um consumidor PCD não condutor, isso não será um problema, bastando informar no momento da contratação os dados do condutor responsável, que será incluso na cobertura. Já aos clientes PCD condutores, a indicação deve ser de um segundo condutor que seja parente linear ou de 1º grau, que resida com esse segurado.

Determinação da SUSEP

Veja quais são as seguradoras que indenizam 100% da Tabela Fipe

Superintendência de Seguros Privados é a autarquia responsável pela regulação do setor de seguros. Nesse papel, ela determinou recentemente que as seguradoras passaram a ser as responsáveis pela quitação dos impostos nos casos de indenização integral, isentando os clientes dessa obrigação, como acontecia antigamente.

Com essa nova regra em jogo, muitas seguradoras ajustaram a cartela de seus serviços, oferecendo condições distintas para que o consumidor escolha.

Veja Quadro Comparativo com as principais Seguradoras que Indenização 100% dos veículos PCD:

Resumindo:

  • Porto Seguro, Azul Seguros, Allianz Seguros e Sompo Seguros: indenizam 100% da FIPE do veículo PCD + quitação dos impostos ao cliente;
  • SulAmérica, HDI Seguros e Mapfre Seguros: indenizam respectivamente 80%, 80% e 75% da FIPE + quitação dos impostos.

Por fim, vale destacar a importância de contar com uma seguradora sólida, que esteja comprometida com a sua segurança, sendo capaz de minimizar a tensão nos momentos de dificuldade. Para tanto, nós te convidamos a entrar em contato com a equipe da Valente Seguros, descobrindo qual a melhor empresa para cuidar de você e sua família.

Vai Comprar um SUV na versão PCD? Montamos um comparativo completo para você tomar sua decisão. [LEIA AQUI]

Gostou deste conteúdo esclarecendo o seguro para PCD? Lembrou de outra curiosidade específica a esse produto? Então não perca a chance de enriquecer a discussão no tema, comentando a sua opinião a seguir!

Sobre o autor

Fabricio Valente

Publicitário, Empreendedor, Corretor de Seguros e Sócio Proprietário da Valente Seguros. Atua no mercado de seguros há mais de 20 anos prestando consultoria em seguros para pessoas físicas e jurídicas.

2 comentários

  • Boa tarde Fabricio.
    Gostaria de saber se podemos trocar de carro depois do processo para PCD tenha sido aprovado. Pergunto porque a maioria das montadores estão com prazo extenso para entrega dos veículos.

    Obrigado.
    Roseli

    • Olá Roseli, obrigado pela leitura do nosso artigo. Se quiser trocar de carro depois do IPI/ICMS aprovado, você terá que dar entrada novamente no pedido da isenção, com uma nova carta de intenção da nova montadora. Neste caso, o prazo começa a contar tudo de novo, que atualmente, está entre 45 e 65 dias.
      Então precisa avaliar se vale a pena, pois a espera do novo processo, pode ser o mesmo tempo da entrega do carro escolhido. Avalie isso e veja o que é melhor para você!
      Espero ter ajudado. Boa sorte! 🙂
      Continue acompanhando o nosso Blog. Forte abraço. Fabricio Valente.

Deixar comentário.

Share This